Memorial do Consumo

Os Monumentos Futurísticos da Antiga Iugoslávia: os “Spomenik”

Localizados por toda a antiga Iugoslávia, os “Spomenik” (monumentos, na língua local), são uma série de monumentos construídos sob a liderança do Marechal Tito como um tributo às batalhas da 2ª guerra mundial que ocorreram no território do antigo país. Para entender a intenção histórica destes monumentos, os eventos que eles evocam, e o seu vazio no imaginário da região nos dias atuais, precisamos entender as terras da antiga Iugoslávia, seu povo e como eles coexistem.

Spomenik_01

No período em que os monumentos foram construídos, a Iugoslávia era liderada por Josip Broz Tito, o Marechal Tito, um revolucionário que governou a nação por décadas, até sua morte, em 1980. Iniciadas com orçamentos federais, mas também executadas pelas comunidades locais, esses monumentos foram construídos para lembrar a tragédia e o valor da guerra, fazendo referência ao “The Partisans”, grupo de resistência que Tito liderou durante a guerra.

Spomenik_16Spomenik_04

Arquitetos e escultores reconhecidos internacionalmente foram chamados para conceituar e desenhar os monumentos, criados com o propósito de unir a nação. A Iugoslávia foi criada na união de diferentes grupos culturais, formando uma nação com diversidade étnica, diferentes classes sociais e diferentes propósitos, que enfrentavam questões de aceitação e coesão.

A nação adotou uma estética arquitetônica futurista, com belos designs abstratos e construções com muito concreto, fazendo contraponto com a arquitetura figurativa típica da época, que se utilizava de bronze e de outros metais para construir suas estátuas e monumentos. A Iugoslávia fez o mesmo que todos os outros países ao redor do mundo: construíram memoriais e monumentos para lembrar momentos de dificuldade, de vitória, de guerra e de paz.

Spomenik_03
Esses monumentos representam a ironia que cercava a antiga Iugoslávia. Eles são lembranças de um passado dolorido e de um futuro incerto. Fisicamente, os monumentos são robustos, concretos e pesados. Conceitualmente, são mais pesados ainda. Construídos em locais que abrigaram grandes tragédias, eles representam morte, vitória, união e paz, evocando um passado de dor e do que há de pior na humanidade. Frente a frente, eles são de tirar o fôlego.

Spomenik_09 Spomenik_05 Spomenik_06 Spomenik_10 Spomenik_11 Spomenik_18 Spomenik_23 Spomenik_24 Spomenik_26

Fontes: aqui e aqui.

SOBRE O AUTOR