Memorial do Consumo

Sujismundo mostra que lugar de lixo é no lixo

Não é de hoje que as autoridades tentam convencer os brasileiros a colaborarem com a limpeza pública. Na TV, a ação educativa mais célebre nesse campo foi a protagonizada pelo personagem Sujismundo. O boneco, um carequinha simpático criado pelo animador e quadrinista Ruy Perotti Barbosa, apareceu em quatro comerciais produzidos em desenho animado entre 1971 e 1972 para a “Campanha da limpeza”, promovida pelo Governo Federal.

O personagem ficou tão conhecido que acabou virando tema de gozação. Nas escolas, empresas e mesmo nos lares as pessoas procuravam identificar entre colegas, conhecidos e familiares os verdadeiros “sujismundos” – cidadãos comuns sem muito cuidado ou preocupação com a limpeza.

O personagem ficou extremamente popular, o que acabou gerando dúvida sobre a eficiência da ação, uma vez que tanta popularidade poderia incentivar a sujeira em vez de combatê-la. Pesquisas mostraram que, apesar de simpatizar com ele, o público havia entendido a mensagem e ninguém queria ser chamado de Sujismundo.

O sucesso foi tão grande que o personagem estrelou também tiras de histórias em quadrinhos, entre 1978 e 1979. No total, foram 180 criadas e veiculadas em jornais do interior como parte do Projeto Tiras, da Editora Abril, que não teve continuidade. Sujismundo apareceu ainda em revistas educativas para crianças e em campanhas internas de escolas e empresas.

Perotti escreveu até um livro infantil, ‘Nem todo Lixo é Lixo’, abordando o tema da reciclagem. Versátil, foi diretor editorial, de criação e de arte em empresas como Lynxfilm, Abril, Rio Gráfica e Ícaro Editora, até abrir a sua própria, a Signos Vídeos e Comunicações, em 1988. Além de Sujismundo – seu “filho” mais famoso, é pai também de Variguinho, Dr. Prevenildo e Seu Cabral, entre outros.

Ficha técnica
Título: “Sujismundo”
Cliente: Governofederal
Produto: Limpeza pública
Período de veiculação: 1971 e 1972
Criação:RuyPerotti Barbosa
Produção: Lynxfilm

Este texto faz parte do livro “Campanhas Inesquecíveis”, publicado pelo Meio & Mensagem, em 2007.

ABOUT THE AUTHOR