Memorial do Consumo

Saad: “as telas são dispositivos poderosos para as marcas”

Saad_ 1José Saad Neto é fundador e head de conteúdo da GoAd Media, rede brasileira colaborativa de conteúdo e conhecimento nas áreas de comunicação e marketing. O empreendedor fundou a iniciativa em 2015, depois de atuações como jornalista em veículos como Jornal de Brasília, O Estado de S. Paulo, Meio & Mensagem – onde foi editor da plataforma ProXXIma – e empresa como Perspectiva Comunicação e New Content. Nestes anos, trabalhou com anunciantes como Ambev, Coca-Cola, PepsiCo, Heineken, Magazine Luiza, J&J e Unilever. Confira a entrevista que o profissional deu ao Memorial do Consumo:

Memorial do Consumo: Qual a sua memória sobre publicidade e consumo na infância?
José Saad Neto: Lembro que assistia atento aos comerciais na televisão, especialmente os de comida e de carro. O que mais me marcou foi o clássico Pipoca e Guaraná, da então W/Brasil pra Guaraná Antárctica. Como não se render à melodia fácil e imagens bem editadas? Hoje, acompanho com mais atenção a publicidade digital, especialmente os filmes pra internet. E são muitas as boas produções aqui no Brasil e mundo afora.

Memorial do Consumo: Teve algo que você queria comprar na sua infância mas nunca pode?
Saad: Sim. Quando eu tinha uns 7 ou 8 anos eu queria muito ter uma Mobilete, mas meus pais (sábios e responsáveis) não deixaram. Foi então que me apeguei de vez à bicicleta e nunca mais larguei

Memorial do Consumo: Quais as alterações no mundo do consumo você percebeu nos últimos anos?
Saad: A interação com as telas, principalmente o smartphone. Esse dispositivo, que é quase uma extensão do nosso corpo, pode ser poderoso para as marcas – desde que utilizado da forma correta, assertiva e no contexto correto para cada consumidor.

Memorial do Consumo: Suas práticas de consumo ao longo da sua vida influenciam no seu trabalho?
Saad: Acredito que sim. Sempre fui consumidor de livros, enciclopédias e jogos de aventura e conquistas de novos territórios, no maior estilo War. Isso pode ter influenciado minha escolha pelo Jornalismo.

Memorial do Consumo: De que forma o seu trabalho influencia nas suas práticas de consumo?
Saad: Sempre que preciso de algo eu comparo e compro pela internet. Opto pelo e-commerce, sempre que tenho essa opção. Acredito que minha ligação com mídia digital influencia esse hábito.

Memorial do Consumo: O que o consumo representa para você?
Saad: Durante muito tempo representou desejo e conquista. Hoje, consumo para mim é mais ligado à consciência e direcionado para o que é necessário.

SOBRE O AUTOR

é jornalista e mestrando do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas do Consumo da ESPM-SP.