Memorial do Consumo

A história por trás da criação das “Maçãs Turma da Mônica”

monica-02Quem nunca viu as famosas “Maçãs Turma da Mônica” nas gôndolas das grandes redes? Mas a história por trás da criação do produto de sucesso poucas pessoas conhecem. E foi o próprio criador, Maurício de Sousa, que explicou a concepção do produto. O desenhista (e empreendedor) esteve na 10ᵃ edição do Wave Festival in Rio, evento de criatividade realizado no Rio de Janeiro, na semana passada.

“Meus filhos pegavam as maçãs e comiam apenas uma parte. Elas também não cabiam nas lancheiras. Um dia, visitei uma fazenda que produzia maçãs em tamanhos menores, bonitinhas. Perguntei sobre os produtos, e eles me contaram que daí eram feitos pasta, adubo e ração. Pensei, na hora: “Vamos inventar já uma ‘Maçã Turma da Mônica’. E foi esse sucesso, até hoje”, contou – fazendo a plateia de publicitários babar sobre a simplicidade de uma ideia genial.

O produto foi lançado em 1995 pela Pomelle, comprada em 1998 pelo Grupo Fischer (Citrosuco). O objetivo da empresa com a parceria, segundo a revista Exame, era agregar importância às frutas pequenas, que até então tinham pouco valor comercial no país. Hoje, representa cerca de 10% do volume total de vendas da fruta na empresa.

Durante o festival, Sousa ainda anunciou o retorno dos ‘Chocolates da Turma da Mônica’ – que causou um grande frisson do mercado. No evento, Mauricio exibiu um vídeo com diversos produtos licenciados e negócios do grupo. Quando o telão exibiu as imagens do chocolate da Turma da Mônica, o criador dos personagens contou a novidade: “Quem aqui gostava do chocolate da Mônica? Podem ficar felizes porque estamos trabalhando para relançá-lo no mercado”, prometeu.

SOBRE O AUTOR

é jornalista e mestrando do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas do Consumo da ESPM-SP.