Memorial do Consumo

Segundo o Google, o consumo cresce no inverno

fondueO inverno é uma época de ouro para as marcas de consumo. Esta é uma das principais conclusões de uma pesquisa realizada pelo Google Brasil com 1.500 respondentes e apresentada nesta semana ao mercado nacional. “O principal objetivo deste levantamento é mostrar para as marcas que existem oportunidades escondidas. Como entender, por exemplo, que a busca por chocolates é maior em julho e que existe uma forte ligação emocional das consumidoras com maquiagem no período”, explicou Marcio Garcez, diretor de negócios e bens de consumo do Google, ao Meio & Mensagem.

A residência ganha peso no período. Para cerca de 80% dos questionados, o melhor lugar para ficar no inverno é em casa – e isso leva a um maior consumo de alimentos. Assim, a busca por receitas cresce 10%, em média, nos meses mais frios do ano. A atividade preferida apontada na pesquisa é assistir séries e filmes. Ainda existem três grandes grupos de oportunidade para as marcas: pele e cabelos; maquiagem e receitas.

lareiraQuando perguntados sobre qual lembrança possuem do inverno, as principais repsostas foram “neve”, “lareira”, “chocolate quente”, “vinho” e “fondue”. Entre os principais termos estão “o frio é doce como um chocolate quente”, “no inverno todo mundo fica mais bonito” e “vamos tomar um vinhozinho”.

E, segundo a reportagem, esse imaginário fica ainda mais forte quando o assunto é roupa. Mesmo que não esteja frio, a demanda por roupas de inverno cresce 30% no período. A ligação da vestimenta com a estação é imediata: há 60% mais vídeos de looks de inverno do que looks de verão no YouTube.

Confira abaixo outros insights interessantes do estudo, apontados pelo Adnews:

– as buscas por “comprar em geral” crescem 10% no inverno;
– 10% dos internautas brasileiros afirmam ter neve como principal lembrança de infância;
– buscas por endividamento e empréstimos caem 7% no outono e voltam a subir com a chegada do inverno;
– as buscas por depressão, tristeza e ansiedade sobem, em média, 11% com o início do outono e 23% com o início do inverno;
– 75% dos brasileiros têm consciência de que comem mais no outono/inverno. Sobem as buscas sobre “como melhorar a aparência”, em decorrência do aumento de peso e acne;
– 80% dos brasileiros preferem ficar em casa em finais de semana de frio;
– 1/4 dos brasileiros vê a comida como o principal atrativo da estação;
– a busca por receitas sobe 10% em média nos meses de inverno;
– 42% da pessoas acreditam que aconchego e conforto são palavras que se relacionam com o período;
– 77% dos pais de crianças com até 12 anos costumam tirar férias em julho para ficar perto dos filhos. 52% planejam apenas ficar em casa;
– 20% dos entrevistados afirma participar de algum Festival de Inverno;
– 13% dos brasileiros frequentam rodeios: 16% dos homens e 11% das mulheres;
– as buscas por hidratantes para pele seca aumentam 30% no inverno em relação ao verão.

Via [Meio & Mensagem] e [Adnews]

SOBRE O AUTOR

é jornalista e mestrando do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas do Consumo da ESPM-SP.