Memorial do Consumo

Thais, 22 anos, produtora cultural

“Quando eu tinha em torno de 5 anos, estava uma febre aquela promoção dos bichinhos do Guaraná. Eu queria muito um deles, mas eu não conseguia achar em nenhum lugar. Estava sempre esgotado. Até que teve um domingo à  noite que meus pais me levaram para, não sei, 5 ou 6 McDonalds – lugar onde se retirava os brinquedos -. Era engraçado que a gente nem pedia um lanche, já entrávamos, perguntávamos se tinha o bichinho e, ao saber receber a resposta negativa, íamos embora. Até que a gente encontrou uma loja que tinha, mas só a capivara. Eu nem sabia que o que era uma capivara na época, mas amei muito aquele brinquedo e guardei ele por quase toda a minha vida.”

SOBRE O AUTOR

é bacharel em Comunicação Social e mestrando em Comunicação e Práticas de Consumo pela ESPM, além de ser apaixonado por tecnologia, jogos, filmes e tudo que envolva o universo nerd.