Memorial do Consumo

Category: Teias das Memórias

Acervo de narrativas sobre o consumo na forma de depoimentos em vídeo.

Teias das Memórias
Roberto
Roberto Gomes, 32 anos, policial

“Na minha família, coisas são pra fazer negócio. Acho que a alma de mascate está no nosso sangue. Dizem que meus avós, lá na Paraíba, eram mestres em vender qualquer coisa (e até animais) que lhes passasse nas mãos. Lembro de, ainda criança, de ir com meu pai em feiras de vendas de automóveis fazer ‘rolo’. […]

Teias das Memórias
Maria Fonseca
Maria Ribeirinho, 31 anos, produtora audiovisual

“Coleciono pacotes de açúcar. Sei que é algo incomum, tanto que geralmente as pessoas demoram para entender do que se trata. Já houve quem presumiu que eu juntasse sacos de 1 kilo de açúcar. Mas meu interesse é por embalagens de saquinhos de açúcar e adoçante, daqueles ofertadas em cafeterias. Quem começou o acervo foi meu avô, que metodicamente esvaziava as embalagens e as organizava em álbuns de […]

Teias das Memórias
Soycher Memorial
Julia Soycher, 22 anos, estudante

“No meu aniversário de 18 anos eu ganhei o melhor presente do mundo: uma vitrola. Sempre fui apaixonada por música, e adorava o conceito dos artefatos analógicos. Minha mãe, sabendo disso, me deu um toca discos e um vinil da minha banda preferida. Desde então, sou obcecada por sebos, e passo em diversas feiras de […]

Uncategorized
IMG-20181109-WA0009
Gabriel Soares, 23 anos, estudante

“Em uma tarde qualquer em uma livraria, buscando por alguma história nova para ler, acabei pegando para folhear um livrinho curto na seção de quadrinhos: Prelúdios e Noturnos, o primeiro capítulo de Sandman, de Neil Gaiman. A ilustração quase amorfa da capa por Dave McKean me chamou a atenção, e lendo a primeira página, tive […]

Teias das Memórias
Thais
Thais, 22 anos, produtora cultural

“Quando eu tinha em torno de 5 anos, estava uma febre aquela promoção dos bichinhos do Guaraná. Eu queria muito um deles, mas eu não conseguia achar em nenhum lugar. Estava sempre esgotado. Até que teve um domingo à  noite que meus pais me levaram para, não sei, 5 ou 6 McDonalds – lugar onde […]

Teias das Memórias
Gislaine Dalmazo
Gislaine Dalmazo, 35 anos, diarista

“Quando penso nas coisas que comprei ao longo da vida que mais me entusiasmaram, lembro logo de três itens, bem diferentes entre eles. O primeiro é a coleção de papel de carta da minha infância. Dos 8 até uns 14 anos, aqueles papéis de carta eram a minha alegria. Nunca parei para contá-los, mas calculo […]

Teias das Memórias
Dona Natalina
Dona Natalina, 85 anos, aposentada

“Meus pais me tiveram muito jovens. Foi uma gravidez não planejada e um tanto atrapalhada. Por isso e porque vim de uma origem simples, tive uma infância e uma juventude de pouquíssimas coisas. Talvez por conta dessa minha história, se teve uma conquista material que me marcou na vida foi montar os enxovais dos meus […]

Teias das Memórias
ariel
Ariel, 22 anos, estudante de engenharia

“Minha família é conservadora, meus avós extremamente católicos. Meu avô serviu o exercito no final da segunda guerra mundial, quando o fantasma do socialismo já assolava as academias militares. Minha vó, sempre na igreja, ouvia dos padres que o socialismo era uma obra de Satã. Na escola, lugar onde comecei a algum senso político, aprendi sobre […]

Teias das Memórias
máquina de escrever
Sergio Henrique Oliveira, 50, redator publicitário

Bate-papo com @sergiotype e sua paixão pelas máquinas de escrever, que deixou de ser hobby e hoje sua compra, venda e conserto virou negócio. Consumos que são mais do que objetos, mas ganham valores afetivos. “Nos últimos 20 anos computador sempre esteve relacionada a trabalho, eu queria me desligar um pouco disso. Foi quando eu comprei a […]

Teias das Memórias
O casamento é o dia de princesa de toda mulher
Florise Siqueira Marques, 80, viúva, aposentada

CLIQUE NA FOTO PARA ASSISTIR AO VÍDEO PARA VER O DEPOIMENTO (HABILITE O SOM).“Chega na igreja e o que acontece? Todo mundo levanta e olha pra você. Então é como se fosse uma princesa mesmo”. Dessa vez, o vídeo não foi somente captado pelo celular, mas também totalmente editado, em diferentes apps. Portanto, desculpem a falta […]